• Av. Raimundo de Aquino, Qd. 01, Lt. 8 - Vila João Braz

Ligue-nos:

(62) 3506-1632


O Mal de usar ração com transgenicos

Um assunto que vem sendo tratado cada vez mais na mídia e no mercado pet é sobre as opções de ração sem transgênicos e alimentação natural para cães, uma alternativa de alimentação mais saudável. O que seu cão ou gato come é determinante, interfere no comportamento, crescimento, saúde e bem estar.
 
 
Muita gente é adepta da alimentação natural e garante que seu pet é mais feliz. Quer saber mais sobre ração sem transgênicos e alimentação natural?
Chegou a hora! Leia este post e saiba tudo sobre o assunto. Para começar, você já ouviu sobre transgênicos, não é mesmo?
 

O que são transgênicos?

Transgênicos se referem ao termo utilizado para designar organismos que foram submetidos a técnicas de engenharia genética para inserção de uma parte do genoma de outra espécie em seu genoma.
Ou seja, alimentos transgênicos são geneticamente modificados com o objetivo de melhorar a qualidade e aumentar a produção e a resistência às pragas, visando o lucro. Alimentos como arroz, milho, feijão, batata, mamão, banana e outros, por exemplo, têm seu DNA modificado.

Em algumas técnicas, são implantados fragmentos DNA de bactérias, vírus ou fungos no DNA da planta. Esses fragmentos contêm genes que codificam a produção de herbicidas, sendo assim, as plantas que receberam esses genes produzem as toxinas contra as pragas da lavoura, não necessitando de certos agrotóxicos.

Muitos alimentos comuns na mesa dos brasileiros possuem ingredientes à base de transgênicos, e isso gera muita polêmica, pois pode não ser bom para a saúde. Você já deve ter reparado no “T” das embalagens, não é mesmo? Óleo de canola, margarina, produtos de milho, soja, salgadinhos e muitos outros! A grande maioria é feita dessa forma porque tem como ingrediente o milho, e 85% do que é produzido no Brasil e EUA é transgênico.

E na ração do seu cachorro e gato, já reparou no “T”?!

 

Cada vez mais as pessoas se preocupam com o que estão ingerindo, preferindo alimentos naturais e orgânicos, sempre procurando saber a origem e procedência do que vai se alimentar.

Esta preocupação, por consequência, é transferida também na alimentação de seus pets, tão queridos cachorros e gatos, que fazem parte da família.

Mas atenção! Alimentação Natural não é o mesmo que oferecer restos de comida do seu prato para o seu pet. A comida para cães e gatos não pode ter tempero, como sal, cebola e alho, e deve ser selecionada e cozida especialmente para ele, como arroz, carne e legumes, junto também a ossos e ingredientes crus!
Tudo deve ser balanceado, pois eles precisam de vários nutrientes e vitaminas que não são encontrados em qualquer alimento, por isso, é importante ter atenção e seguir à risca as receitas mais indicadas de alimentação natural feita em casa.

QUAIS OS RISCOS PARA A SAÚDE ANIMAL?

São vários e graves os riscos potenciais, tendo os cientistas apontado como os principais deles:

1. Aumento das alergias

Quando se insere um gene de um ser em outro, novos compostos podem ser formados nesse organismo, como proteínas e aminoácidos. Se este organismo modificado geneticamente for um alimento, seu consumo pode provocar alergias em parcelas significativas da população, por causa dessas novas substâncias. Por exemplo, no Instituto de Nutrição de York, Inglaterra, em 1999, uma pesquisa constatou o aumento de 50% na alergia a produtos à base de soja, afirmando que o resultado poderia ser atribuído ao consumo de soja geneticamente modificada.

Outra preocupação é que se o gene de uma espécie que provoca alergia em alguns animais ser for usado para criar um produto transgênico, esse novo produto também pode causar alergias, porque há uma transferência das características daquela espécie.

Foi o que aconteceu nos Estados Unidos: reações em animais alérgicos impediram a comercialização de uma soja que possuía gene de castanha-do-pará (que é um famoso alergênico).

2. Aumento de resistência aos antibióticos

Para se certificar de que a modificação genética "deu certo", os cientistas inserem genes (chamados marcadores) de bactérias resistentes a antibióticos. Isso pode provocar o aumento da resistência a antibióticos nos animais que ingerem esses alimentos. Em outras palavras, pode reduzir ou anular a eficácia dos remédios à base de antibióticos, o que é uma séria ameaça à saúde animal.

3. Aumento das substâncias tóxicas

Existem plantas e micróbios que possuem substâncias tóxicas para se defender de seus inimigos naturais, os insetos, por exemplo. Na maioria das vezes, não fazem mal ao ser humano. No entanto, se o gene de uma dessas plantas ou de um desses micróbios for inserido em um alimento, é possível que o nível dessas toxinas aumente muito, causando mal às pessoas, aos insetos benéficos e aos outros animais. Isso já foi constatado com o milho transgênico Bt, que pode matar lagartas de uma espécie de borboleta, a borboleta monarca, que é um agente polinizador. Sequer a toxicidade das substâncias inseridas intencionalmente nas plantas foi avaliada adequadamente. Estas substâncias estão entrando nos alimentos com muito menos avaliação de segurança que qualquer aditivo, corante, pesticida ou medicamento.

4. Maior quantidade de resíduos de agrotóxicos

Com a inserção de genes de resistência a agrotóxicos em certos produtos transgênicos, as pragas e as ervas-daninhas poderão desenvolver a mesma resistência, tornando-se "super-pragas" e "super-ervas". Por exemplo, a soja Roundup Ready tem como característica resistir à aplicação do herbicida Roundup (glifosato). Consequentemente, haverá necessidade de aplicação de maiores quantidades de veneno nas plantações, o que representa maior quantidade de resíduos tóxicos nos alimentos que nós consumimos. No Brasil, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorizou em 2004 o aumento em cinquenta vezes do limite de glifosato permitido em alimentos a base de soja. Os prejuízos para o meio ambiente também serão graves: maior poluição dos rios e solos e desequilíbrios incalculáveis nos ecossistemas.

O QUE SE DEVE FAZER PARA O BEM DO SEU PET?

O uso de um alimento natural que seja livre dos transgênicos e sem corantes artificiais,que sera muito benefico para seu animal e alem de tudo vai diminuir os riscos causados por alimentos transgênicos.

QUAL RAÇÃO DEVO USAR?

Na Pet & Nature temos algumas opções hoje que vão te ajudar nesse quisito

 

1-LINHA ASTRO CÃES E GATOS

Resultado de imagem para linha ração astro

 

2-BRAVO CORDEIRO E ARROZ

Resultado de imagem para linha ração bravo

 

 

3-NATURAL DA GUABI

Resultado de imagem para linha ração natural

 

 

  • Autor: Kennedy Melo
Fale Conosco
É um prazer tê-lo aqui!
Escolha com quem quer falar
Atendimento
Atendimento Pet e Nature
Despachante
Despachante de Armas